Área exclusiva de acesso do associado ANEPS. Para acessar a área restrita da CERTIFICAÇÃO, CLIQUE AQUI

Últimas
Notícias

Edison Costa ao Valor Econômico: Toda autorregulação é bem-vinda, mas precisa ser para todo mundo

Fonte: Valor Econômico - 16/06/2021 às 02h06

Um ano e meio depois de a autorregulação para o crédito consignado ser implantada, as instituições financeiras e os correspondentes bancários divergem sobre os benefícios das regras. O primeiro grupo considera não só que as medidas têm ajudado a coibir as fraudes e os abusos nas concessões de consignado, mas também que elas ganharão força com o tempo. Já os correspondentes afirmam que o fato de terem sido excluídos das discussões prejudica a autorregulação.
 

O debate ganhou força recentemente, com a divulgação de números que mostram o crescimento de fraudes e abusos no consignado. Conforme publicou o Valor em maio, as queixas cresceram 119,9% entre janeiro e novembro de 2019 e o mesmo período do ano passado, alcançando 75,6 mil. Os números são da Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon) do Ministério da Justiça, que realizou no mês passado reunião com representantes do Ministério da Economia e da Federação Brasileira de Bancos (Febraban), entre outros. Entre as reclamações, estão cobranças por serviços não contratados; cobranças indevidas ou consideradas abusivas para cancelar o contrato; dificuldades para obter informações sobre cálculos.
 

O presidente da Associação Nacional dos Profissionais e Empresas Promotoras de Crédito e Correspondentes no País (Aneps), Edison Costa, destaca que os próprios correspondentes não foram ouvidos no processo. “Toda autorregulação é bem vinda, mas precisa ser para todo mundo”, diz.
 

“Isso não favorece o consumidor de maneira alguma”, diz Costa. “Ninguém vai trabalhar sem ser remunerado. O correspondente não vai oferecer um contrato com melhores condições.”

 

Saiba mais

Compartilhar no

WhatsApp Facebook Twitter

RECEBA NOSSAS NOVIDADES