Notícias Notícias

Juro de crédito bancário corporativo recua com concorrência

A expectativa é que as projeções de crescimento voltem a subir

29 de Maio de 2019

Os juros de empréstimos bancários para clientes corporativos tiveram queda no último ano, pressionados pela concorrência das taxas menores nesses mercados, principalmente em empresas de grande porte, de acordo com dados do Centro de Estudos do Mercado de Capitais (Cemec), ligado à Fipe. Para os correspondentes que atuam no segmento, a expectativa é que as projeções de crescimento voltem a subir.
 
Para o coordenador da instituição, Carlos Rocca, entre 2018 e 2019, “as taxas médias de juros de várias fontes de recursos caíram”. Segundo o Cemec-Fipe, de janeiro de 2017 até maio de 2018, como as taxas das debêntures, modalidade em que  título de crédito representa uma dívida, recuaram para níveis inferiores às praticadas pelo BNDES, muitas empresas anteciparam o pagamento dos financiamentos junto ao banco, com recursos captados no mercado de dívida corporativa.
 
O Cemec avalia que entre 2018 e 2019 houve forte crescimento das emissões de debêntures. “Ocorreu evolução da média anual da ordem de R$ 60 bilhões no período de 2015 a meados 2017 para o dobro desse valor em 2018 e 2019”, ressalta a pesquisa.
 
Leia na íntegra https://www.valor.com.br/financas/6277793/juro-de-credito-bancario-corporativo-recua-com-concorrencia