Informe-se Notícias

Teto dos benefícios do INSS sobe para R$ 6.433 em 2021

Benefícios do INSS acima do mínimo têm reajuste de 5,45%. Correção tem como base a variação do INPC de 2020


Fonte: G1 - 14 de Janeiro de 2021

Na última quarta-feira, 13, o Governo Federal anunciou o reajuste de 5,45% destinado aos beneficiários do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) que ganham até um salário mínimo. De acordo com legislação federal, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) do ano anterior é quem determina o índice de reajuste do benefício de aposentados e pensionistas que ganham valor superior ao do salário mínimo. Com o reajuste, o teto dos benefícios do INSS vai de R$ 6.101,06 para R$ 6.433,57.
 
Na terça-feira, 12, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) informou que, em 2020, o INPC ficou em 5,45%. De acordo com a Lei Federal, pensão por morte, auxílio-reclusão, auxílio-doença e aposentadorias pagas pelo INSS não devem ser menores que um salário mínimo, aprovado recentemente em R$ 1.100 para 2021.
 
No ano passado, o salário mínimo foi reajustado em 5,26%, abaixo do INPC. Na prática, para que o consumidor não seja impactado em seu poder de compra este ano, o valor do salário mínimo teria que ficar em R$ 1.101,95. Ainda não houve manifestação por parte do Ministério da Economia.
 
Saiba mais