Informe-se Notícias

Caixa amplia margem de empréstimo consignado para aposentados e pensionistas

A Caixa Econômica Federal ampliou a margem dos empréstimos consignados. Agora, os aposentados e pensionistas do INSS poderão comprometer até 35% do benefício com empréstimo pessoal.

14 de Outubro de 2020

A Caixa Econômica Federal ampliou a margem dos empréstimos consignados. Agora, os aposentados e pensionistas do INSS poderão comprometer até 35% do benefício com empréstimo pessoal. Para quem utiliza cartão consignado, o limite continua sendo de 5%, o que eleva a margem consignável total para 40%. Boa oportunidade para os correspondentes que atuam neste nicho, já que a demanda por crédito consignado tende a aumentar.
 
De acordo com a Federação Brasileira de Bancos (Febraban), os bancos já estão oferecendo empréstimo com a nova margem. As taxas de juros são de 1,80% ao mês, para o empréstimo, e de 2,70% ao mês, para o cartão consignado.
 
A nova regra vale até o dia 31 de dezembro, de acordo com a Medida Provisória 1.006/2020, sancionada pelo Presidente Jair Bolsonaro no dia 02 de outubro. Apesar de já estar em vigor, a MP ainda precisa ser aprovada no Congresso Nacional para virar lei.
 
O INSS também permitiu o desbloqueio de 30 dias para contratação de empréstimo consignado após a concessão do benefício. O prazo anterior era de 90 dias. Mas o  aposentado precisa aguardar até cinco dias para o banco realizar a análise junto à instituição responsável pelo pagamento do benefício.
 
Só para se ter uma ideia, os aposentados que recebem um salário mínimo (R$ 1.045), podiam comprometer até R$ 313,50 do benefício, considerando a margem consignável anterior de 30%. Com o aumento do limite para 35%, quem recebe este mesmo valor poderá contratar um empréstimo consignado com parcelas de até R$ 365,75.
 
Saiba mais