Informe-se Blog

Entenda a diferença entre HISCON e HISCRE

20 de Agosto de 2020

Os aposentados e pensionistas do INSS podem consultar o extrato ou contracheque do benefício, através da plataforma online Meu INSS. Lá, é possível conferir uma série de informações e muitas delas geram dúvidas entre os beneficiários. Se você faz parte desse público, saiba o qual a diferença entre Histórico de Consignação (HISCON) e Histórico de Pagamento de Benefício (HISCRE).
 
O Histórico de Consignação (HISCON) é um documento que permite aposentados e pensionistas do INSS a consultarem valores de empréstimo consignado ativo que são descontados de seus benefícios. O chamado extrato de consignação mostra ao cliente as parcelas já quitadas, prazos para pagamento, empréstimos vigentes e também confere qual a margem consignável disponível, aquela que estabelece o limite de 35% do valor do empréstimo que pode ser comprometido na operação de crédito consignado. Para acessar, basta selecionar a opção “Histórico de Consignação” no Meu INSS.
 
Já o Histórico de Crédito (HISCRE), também conhecido como Extrato de Pagamento de Benefício, serve para comprovar a renda dos beneficiários. O extrato também é utilizado para conferir benefício ativo e da vigência do benefício temporário. O documento contém informações como valores, nome da instituição e a data de pagamento. Para conferir o extrato, entre no Meu INSS e clique em “Histórico de Crédito”.
 
Em resumo, o HISCRE e o HISCON têm finalidades diferentes. O primeiro contém dados apenas do benefício e já o HISCON traz um histórico mais detalhado e com as informações sobre operações de crédito consignado. Os dois extratos podem ser conferidos de forma gratuita pelo site ou aplicativo do Meu INSS.
 
É importante consultá-los sempre que for preciso. Assim, o aposentado ou pensionista acompanha as movimentações na conta, principalmente quando solicitar um empréstimo consignado, já que o valor é debitado automaticamente do benefício. Além disso, vale ressaltar que, ao acessar os documentos na plataforma, o beneficiário deve ficar atento às informações pessoais, já que o INSS pode bloquear o benefício se houver alguma irregularidade.