Notícias Notícias

Idec pede soluções contra abusos e fraudes em empréstimos consignados

A ONG alerta para a falta de segurança dos dados dos consumidores

05 de Abril de 2019

O Instituto de Defesa do Consumidor (Idec) cobrou soluções do INSS e de órgão do governo e do Legislativo, ministérios da Justiça e Economia, Banco Central e Câmara dos Deputados e Senado, contra práticas abusivas na oferta de empréstimos consignados a novos aposentados e pensionistas. A ONG alerta para o oferta de crédito e, principalmente, a falta de segurança dos dados dos consumidores. A medida é válida, inclusive, para correspondentes bancários ficarem atentos aos procedimentos de armazenagem de dados.
 
“É muito importante alertar para a gravidade do problema, já que não existe clareza sobre como os dados são compartilhados antes mesmo de os beneficiários estarem cientes sobre a aprovação do benefício”, disse Ione Amorim, economista do Idec. De acordo com a especialista em finanças, também há preocupação sobre os riscos de fraude e facilidade do aumento de inadimplentes no país.
 
No documento apresentado ao INSS, a ONG solicita explicações sobre os convênios realizados com as instituições financeiras. Além disso, o Idec pede que a autarquia crie um canal específico de atendimento ao idoso, com foco no recebimento de reclamações sobre práticas abusivas de crédito consignado, e que disponibilize, ainda, uma cartilha informativa no momento do pedido do benefício com alertas para o risco de telefonemas de ofertas de empréstimo. 
 
Além dessas solicitações, a ONG também lançou o especial Golpe da Aposentadoria, em que os consumidores têm acesso ao passo a passo dos cuidados necessários após o recebimento do benefício e como utilizar o canal direto para denúncia ao INSS.
 
Leia na íntegra
https://jornalggn.com.br/direitos/idec-pede-solucoes-contra-abuso-de-emprestimos-a-aposentados/