Notícias Notícias

Microcrédito em alta

Saiba como capacitar sua equipe e oferecer o microcrédito produtivo orientado (MPO) a seus clientes - 31 de Outubro de 2017

O governo vai estimular a concessão de microcrédito para famílias de baixa renda, autônimos e microempresários individuais (MEIs). Depois de, em setembro, liberar um montante anual de R$ 3 bilhões para esse segmento (Plano Progredir), recentemente a Agência Brasil divulgou o lançamento de um banco virtual de informações para ajudar a disseminar referências sobre o Microcrédito Produtivo Orientado (MPO). Essas iniciativas deverão estimular a demanda por crédito nesse segmento.
 
A página, acessível pelo portal do Ministério do Trabalho (MT), reunirá normas, leis, artigos, documentos e informações úteis a interessados no tema. Além do banco virtual, o site será reestruturado para mostrar mais conteúdos a microempreendedores, tomadores desse tipo de empréstimo, e a instituições financeiras e organizações de crédito que atuam na concessão desses financiamentos.
 

homem-que-analisa-o-rendimento-que-empurra-a-tecla_1262-2290.jpg

Demanda crescente
Essas iniciativas do governo se explicam pelo alto índice de desemprego que ainda assola o país e que, junto com a lei da terceirização do trabalho, vem gerando o crescimento acentuado no número de MEIs. De acordo com a nota da Agência Brasil, o público-alvo do MPO tem crescido na crise. Segundo a Pesquisa Nacional por Amostragem de Domicílios (PNAD), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a redução do desemprego de mais de 14% para 13% neste ano decorreu da ampliação da quantidade de trabalhadores sem carteira e por conta própria, que somam, respectivamente, 10,7 milhões e 22,5 milhões de pessoas.
 
Então, correspondente, o que você está esperando para incluir a oferta dessa modalidade de crédito na sua atividade cotidiana?
 
Para isso, no entanto, é preciso que sua equipe esteja adequadamente capacitada, que seus agentes estejam treinados e certificados, conforme determinação do Banco Central. A Aneps é a única certificadora que habilita os profissional na Certificação de Microcrédito.
 
Clique aqui e adquira a sua Certificação ANEPS para Microcrédito.
 
Financiamentos especiais
O Microcrédito Produtivo orientado envolve um tipo especial de financiamento para empreendedores com faturamento bruto de até R$ 200 mil por ano. As verbas são oferecidas por bancos públicos, cooperativas de crédito e por instituição denominada Sociedade de Crédito ao Microempreendedor, que não pode captar investimentos diretamente do público, mas pode receber repasses de bancos, de fundos oficiais e de Organizações da Sociedade Civil de Interesse Público (Oscip).
 
Exemplo
Um exemplo do funcionamento do MPO é o projeto Crediamigo Comunidade, do Banco do Nordeste do Brasil (BNB): uma alternativa a quem encontra dificuldades para obter empréstimos pelas vias tradicionais.
 
Esse tipo de financiamento atende a grupos de pessoas, denominadas “bancos comunidade”, de 11 a 30 pessoas residentes na mesma localidade. O grupo encarrega-se de pedir o financiamento e de assumir a responsabilidade pela garantia oferecida. Os empréstimos têm períodos curtos e valores crescentes, como uma forma de estimular a avaliação constante do andamento dos negócios e da viabilidade financeira.
 
Em 2016, o Crediamigo chegou a 2 milhões de clientes ativos. No total, foram desembolsados R$ 7,9 bilhões em mais de 4 mil empréstimos com valor médio de R$ 1,9 mil. As principais atividades financiadas, segundo o projeto, foram relacionadas ao comércio.
 
Veja mais aqui.