Notícias Notícias

Bancos acompanham Copom e anunciam corte de juros

Reduções atingem taxas de linhas de crédito para pessoa física se empresas
Fonte: O BLOBO - 13 de Abril de 2017

SÃO PAULO - Acompanhando o movimento de queda da taxa Selic, os dois maiores bancos privados do país anunciaram nesta quarta-feira que também estão reduzindo os juros de suas linhas de crédito. O Itaú Unibanco informou que está "repassando integralmente a seus clientes (pessoas física e jurídica) o corte de 1 ponto percentual na taxa básica (Selic)" anunciado pelo Comitê de política Monetária (Copom).

 

"A redução passa a valer a partir da próxima terça-feira, dia 18 de abril, e vai impactar todos os clientes que utilizam o empréstimo pessoal e cheque especial. Para as micro e pequenas empresas, haverá redução nas taxas do cheque especial e capital de giro", informou o banco.

 

Segundo o Itaú Unibanco, ainda, cerca de 1,2 milhão de clientes pessoa física com histórico de pontualidade e bom relacionamento com o banco terão com uma redução de 3 pontos percentuais na taxa.

 

"Recentemente o Itaú Unibanco anunciou uma redução significativa com queda média de 4 pontos percentuais em suas taxas do rotativo do cartão de crédito. Desde o início de abril, as taxas praticadas são de 1,99% a 9,90% a.m.. As taxas do parcelamento também foram reduzidas, em torno de 2 pontos percentuais, ficando entre 0,99% e 8,90% a.m.", diz o banco. ais equilibrada.

 

PUBLICIDADE
O Bradesco também informou que está reduzindo as taxas de juros de suas principais linhas de crédito.

 

O presidente do Banco Central (BC), Ilan GoldfajnPresidente do BC diz que TLP vai ajudar controlar inflação
"Para os clientes pessoa física, por exemplo, o Cheque Especial teve sua taxa mínima reduzida de 9,65% para 9,57% ao mês, e a máxima caiu de 13,49% para 13,41% ao mês. Na modalidade Crédito Pessoal, a taxa mínima passou de 1,83% para 1,75% ao mês, e a máxima de 7,66% para 7,58% ao mês", informou o Bradesco, acrescentando que as principais linhas de financiamento para empresas (pessoa jurídica) também acompanharam a mudança da Selic. As novas taxas do banco passam a valer já na segunda-feira, dia 17.

 

O Santander reduziu as taxas de juros das suas principais linhas de crédito de varejo. Segundo o banco, a partir de segunda-feira, a taxa mínima do crédito pessoal em todos os canais de atendimento cairá de 1,99% para 1,89% ao mês, enquanto a taxa máxima diminuirá de 7,99% para 7,89% ao mês. Já a taxa máxima dos juros para financiamento de veículos será reduzida de 2,79% para 2,69% ao mês. As condições valem para todos os canais de relacionamento do banco: Internet Banking, APP Santander, caixas eletrônicos e agências.

 

O Banco do Brasil anunciou sua a terceira redução consecutiva no ano. A queda mais expressiva foi para as linhas de crédito imobiliário pessoa física nas contratações do Sistema Financeiro da Habitação (SFH) e da carteira hipotecária. A nova taxa para as operações no âmbito do SFH passa a ser de 9,99% ao ano na faixa mínima, redução de 0,81 ponto percentual na comparação com os 10,80% praticados atualmente. Para a faixa superior, a nova taxa passar a ser de 10,94% ao ano, ante os 11% ao ano que o Banco cobrava até aqui.

 

O BB baixou os juros do crédito para compra de veículos por pessoas físicas, com redução de 1,28% ao mês para 1,23% ao mês, na faixa mínima, e de 3,86% ao mês para 3,81% ao mês no patamar máximo. O BB também reduziu os juros para o cheque especial da pessoa física: as taxas agora flutuam entre 4,31% ao mês no piso, e 12,84% ao mês no teto, ante 4,36% e 12,89% ao mês, cobrados até agora.

 

As taxas para pessoas jurídicas também tiveram reduções no BB. As linhas do cheque ouro empresarial e giro rápido rotativo, agora tem 8,38% de juros ao mês, ante os 8,43% cobrados até então no menor patamar praticado. Na faixa superior, as taxas recuam de 13,60% ao mês para 13,55% ao mês.