Notícias Notícias

Crédito rural poderá ser atrelado à Selic


Fonte: VALOR ECONOMICO - 17 de Março de 2017

O governo estuda atrelar os juros do crédito rural à taxa básica de juros (Selic), adotada pelo Banco Central como referência da política monetária. A ideia é fixar em 85% da Selic a taxa de juros dos empréstimos para custeio e investimento. No caso do Pronamp, linha destinada a médios produtores, o custo seria equivalente a 70% da Selic.

 

Já no crédito para o Pronaf, voltado para a agricultura familiar, o juro equivaleria a 55% da taxa básica do BC. Na safra 2016/17, a taxa cobrada no custeio foi de 9,5% e no investimento, de 7,5% a 12% ao ano. Portanto, a regra em estudo só reduzirá o atual custo do crédito rural, no caso do custeiro, se a Selic cair a algo próximo de 10,5% ou menos.


Há consenso na equipe econômica do governo de que as taxas de juros do crédito rural a juros controlados terão de cair pelo menos 1 ponto percentual para acomodar a atual trajetória de declínio da inflação e da Selic.